segunda-feira, 9 de março de 2009

Vinte anos sem Robert Mapplethorpe












No dia 9 de março de 1989 morria um dos fotógrafos mais polêmicos do século 20, que chegou a converter-se em um símbolo da liberdade artística e da livre opção sexual. O americano Robert Mapplethorpe conseguiu elevar ao pódio da arte cenas de nus masculinos e femininos, e suas obras hoje são expostas nos principais museus e galerias do mundo.

Mapplethorpe explorou ao máximo o seu talento - aliado a uma grande sensibilidade intuitiva para captar a luz - em dois momentos distintos: quando direcionou as lentes para a nudez de seus amantes e amigos famosos (como, por exemplo, a cantora Patti Smith) e, mais tarde, quando passou a fotografar flores, revelando um sutil erotismo alegórico e de muita elegância.

Atualmente, muitas obras de Mapplethorpe estão abrigadas em importantes coleções privadas e pinacotecas de fotografia do mundo. Alguns trabalhos, no entanto, continuam circulando no restrito e sofisticado mercado de arte. É o caso de um retrato de Andy Warhol, feito em 1986, que vai a leilão no próximo dia 31 de março na prestigiada Christe's. A obra está avaliada em aproximadamente 50 mil dólares, uma verdadeira "pechincha", se comparada a outra foto famosa de Mapplethorpe - "Ajitto", feita em 1981 -, que poderá atingir a cifra de 180 mil dólares no mesmo leilão.

Para saber mais sobre Robert Mapplethorpe, clique aqui.

Fonte: El Clarín.



Polêmica em branco e preto

Share

3 Comments:

At 10:50 PM, Anonymous Ulisses Julf said...

Muito bom o seu blog. vou vir aqui mais vezes!!!

 
At 7:16 AM, Anonymous Anônimo said...

Mais um post de super qualidade.
Valeu!
Berlin

 
At 1:39 PM, Blogger Otacílio Rodrigues said...

Legal, Ulisses! Obrigado, Berlin! Sejam sempre bem-vindos!!

 

Postar um comentário

<< Home